COMO GERMINAR ROSA DO DESERTO Ver maior

COMO GERMINAR ROSA DO DESERTO

2147483640 Itens

0 votes

R$ 0,00

Mais informações

Manual de Cultivo: Adenium “Rosa do Deserto”

Adenium são arbustos ou pequenas árvores suculentas pertencente à família Apocynaceae. Conhecido

popularmente como “Rosa do Deserto”, possui folhas esparsas e flores vistosas. É nativo das regiões semi-

áridas da África. O crescimento é lento e vivem por muitos anos. No seu ambiente natural, atinge entre 6 e

12 metros de altura, mas cultivado em vasos atinge geralmente a altura de 30 a 50cm.

Características: Adenium florescem durante as estações quentes. As flores são em tons de rosa, rosa e

branco, vermelho, roxo e muitas outras cores são conseguidas através de espécies híbridas. Algumas

espécies possuem flores perfumadas. Sob condições ideais, Adenium floresce quase o ano todo. Apesar de

serem originários de áreas secas, Adenium tolera muito bem a umidade do ambiente, e é amplamente

cultivado em países com clima úmido.

Dicas de cultivo: Adenium exige clima quente e sol pleno. Quando as plantas são cultivadas em muita

sombra, a floração é prejudicada e as plantas se tornam mais propensas a doenças. A irrigação deve ser

feita regularmente mas o substrato deve ser uma mistura de rápida drenagem porque não suportam o

encharcamento. O crescimento pode ser acelerado com o uso de fertilizantes.

Pragas e Doenças: Adenium são propensos ao apodrecimento do tronco ocasionado por fungos ou

outras pragas. Eles ficam mais suscetíveis a esses problemas quando a temperatura está mais baixa. Isso

pode ser controlado evitando regar as plantas durante os dias frios. As pragas que costumam atacar essas plantas são os ácaros e as

cochonilhas. Lavar as plantas com água para retirar as pragas é o método mais seguro de controlá-las, pois estas plantas são suscetíveis aos

Aviso: Todas as partes do Adenium são muito venenosas. Na África, por exemplo, a seiva da raiz é usada para fazer flechas envenenadas.

Germinação das sementes de Adenium

Importante: Se você não pretende semear as sementes imediatamente, deixe as sementes dentro do saquinho hermético, bem fechado e

coloque dentro da geladeira (na gaveta de vegetais). Mantém a viabilidade por 6 meses.

Dica: Qualquer substrato retirado da natureza (areia de rio, terra de jardim) deve ser esterilizado antes, colocando durante 30 minutos no

forno ou 90 segundos no micro-ondas. Substratos comprados não precisa, pois já vem esterilizados.

1 - Escolha o local onde será feita a semeadura, podendo ser uma bandeja, recipiente de plástico, jardineira rasa ou uma garrafa pet cortada.

2 - Prepare o substrato misturando partes iguais de partes iguais de areia grossa, turfa e terra.

3 – Embeba as sementes colocando-as entre duas camadas de papel toalha ou guardanapo de papel molhado. Deixe assim por 2-4 horas.

4 - Umedeça o substrato, coloque as sementes deitadas sobre o solo sem cobri-las.

5 - Cubra o vaso com plástico filme PVC, de maneira a formar uma “mini estufa”. Deixe em local muito bem iluminado, mas sem sol direto.

Em alguns dias as sementes começam a germinar. O tempo médio de germinação é de 2 a 10 dias, mas pode demorar um pouco mais.

6 - Assim que as mudinhas estiverem com cerca de 5 cm, retire o plástico. Nesse período, molhe usando um borrifador de jato fino sempre

que a superfície do substrato estiver quase seco, ou no mínimo em dias alternados. Não encharcar e nem deixar o solo secar completamente

entre as regas. Nesta fase, os Adenium são muito sensíveis a água, tanto a falta como o excesso.

7 - Quando estiverem com 2 pares de folhas formadas, é hora de começar a tomar banho de sol. Inicialmente 1 hora pela manhã, depois de

Depois de 3 meses já pode trocar de vaso. Nesta etapa use um substrato rico em matéria orgânica e bem drenado, uma sugestão é: 50% de

areia de rio grossa, 20% de terra preta de jardim e 30% de material orgânico (esterco, humus ou outro).

A floração ocorre durante boa parte do ano, diminuindo no inverno e em temperaturas acima dos 35C, são plantas resistentes e pouco

atacadas por pragas. O substrato deve ser poroso, rico e não reter muita umidade. As plantas necessitam de sol direto por pelo menos 4 hs

diárias para um boa floração, não são plantas de interiores.

Regas: Adenium não gostam de solo molhado, por isso certifique-se que o substrato que está usando drena bem e deixe-o secar entre as

regas. O melhor é regá-lo pela manhã, para que ele possa absorver a água durante o dia, enquanto a água extra irá evaporar. Não molhar as

folhas e não encharcar o substrato. Muitas vezes, o Adenium demonstra que precisa de água quando o seu caudex fica um pouco murcho.

Evite molhar o seu Adenium com água da torneira, pois a química pode provocar podridão radicular. Use água da chuva ou de fonte.

Fertilização: Adube uma vez por mês com fertilizante líquido equilibrado. Se a sua planta não está florescendo, utilize um adubo rico em

fósforo. Quando fertilizar, evite derramar o fertilizante diretamente sobre a planta ou solo seco. Primeiro molhe o substrato com água pura,

em seguida fertilize, para evitar que queime as raízes, o que fará com que as folhas caiam.

Poda: Pode-se começar a podar as mudinhas de Adenium já com 100 dias após a germinação, quando o tecido do caule

ainda é flexível e esta poda não deixará cicatriz. Podar a ponta da planta e sua raiz principal, desta forma a planta soltará

várias brotações laterais, deixando a planta com aspecto compacto. Para as plantas já adultas, a poda consiste em cortar os

galhos (conforme imagem ao lado), no início da primavera, isto faz com que o Adenium volte a crescer com mais ramos e

flores. Tenha muito cuidado quando podar, a seiva é extremamente venenoso. Use luvas e mantenha a seiva longe dos

olhos e da pele. Caso entre em contato com a pele, lave imediatamente.

Clima: Adenium são plantas tropicas, nativas de regiões onde faz calor o ano todo. No inverno, essa planta costuma perder grande parte das

folhas. Mas não se preocupe, faz parte do repouso ou letargia da planta nesta época. Proteja-a da geada e mantenha o substrato seco.

Práticas culturais

Comentários

Nenhuma avaliação de cliente no momento.

Escrever uma avaliação

COMO GERMINAR ROSA DO DESERTO

COMO GERMINAR ROSA DO DESERTO