Como germinar sementes de pimentas (todos tipos) Ver maior

Apenas Online

Como germinar sementes de pimentas (todos tipos)

Produto novo

Mais informações


Manual de Germinação, Semeadura e Transplantio de pimentas


O cultivo de pimentas do gênero Capsicum é relativamente fácil, mas deve se seguir a risca os passos para se ter sucesso na obtenção de mudas saudáveis e de qualidade.


Germinação


Existem dois métodos de germinação:


Primeiramente o método de imersão de sementes por até 24 horas em água, colocar as sementes em um recipiente em que as sementes fiquem imersas em água, isto ajuda na hidratação da semente e diminui o tempo de germinação, essa água deve ser trocada a cada 12 horas para aumentar a aeração de oxigênio que é muito importante para a germinação das sementes de pimenta. Após atingir 24 ou menos pode ser feito a semeadura das pimentas. Este método tem garantido maior taxa de germinação das sementes.

Outro método é a semeadura direta em substrato, a 0,5 cm de profundidade, não aprofundar muito a semente, pois pode dificultar a germinação, após, cobrir a semente com substrato, tentar garantir o máximo de contato dele com a semente, que vai ajudar na manutenção de água à semente. Dentre 6 a 20 dias as sementes começam a germinar.


Semeadura


A semeadura pode ser feita em vasos, bandejas de isopor, bandejas de plástico (polietileno), não é aconselhável fazer semeadura direta no solo pois o controle da germinação fica dificultada por fatores bióticos e abióticos. A escolha do local de semeadura também é muito importante, o local deve ter boa luminosidade, ter água disponível, temperatura maior que 20 °C, onde a temperatura ideal é de 30 °C, o local deve estar livre de ventos fortes e chuvas, pois estes podem dificultar o desenvolvimento, podendo causar danos físicos as mudas.


Substratos para semeadura


Existem vários tipos de substratos, que podem ser usados, ficando a critério de cada produtor, pode se fazer misturas de substratos, tendo como o objetivo um substrato que tenha boa aeração, boa drenagem, boa retenção de umidade e que seja isento de patógenos, os substratos mais utilizados ( Areia, Solo, Casca ou fibra de Coco, Casca de arroz carbonizada, Casca de pinus, Vermiculita), existem muitos substratos comerciais bons que garantem a sanidade e crescimento da muda. Após a escolha do recipiente ( vaso ou bandejas) , do substrato e o local para a semeadura, inicia-se a semeadura, colocando de 1 duas sementes por célula da bandeja ou 1 a 2 sementes por vaso, o número de sementes dependendo do vigor, da germinação da semente e do valor dessa semente, sendo o aconselhável colocar uma por célula ou por vaso. Após escolha da variedade e número delas por recipiente, coloca-se a semente a 0,5 cm abaixo da superfície do substrato, cobrindo toda a semente, garantindo um bom contato entre semente e substrato, após isso fazer irrigação deixando o substrato úmido, não exagerar na água (inundar o substrato), pois vai faltar oxigênio e pode ocorrer o crescimento de fungos e bactérias fitopatogênicas que são prejudiciais a germinação e desenvolvimento da muda. Mas também não deve faltar água, pois pode matar as plântulas, deve sempre manter úmido o substrato. Entre uma semana ou menos, dependendo das condições do local e da semente, as pimentas começam a germinar.

Com o desenvolvimento da muda, pode ser fazer adubações, mas deve ser tomar cuidado, pois dependendo da dose pode matar as mudas, alguns substratos comerciais já possuem nutrientes que garantem o crescimento da muda.


Transplantio


Quando as mudas atingirem de 6 a 8 folhas, 10 a 15 cm de altura, pode se fazer o transplantio para o local definitivo, aonde a pimenta vai se desenvolver até a produção dos frutos.

</table>

Comentários

Nenhuma avaliação de cliente no momento.

Escrever uma avaliação

Como germinar sementes de pimentas (todos tipos)

Como germinar sementes de pimentas (todos tipos)